NFe Youtube - Coopercitrus Mapa do Site

CERTIFICAÇÃO de CAFÉ e O 4 C

Coopercitrus cria unidade para incentivar a certificação dos produtores de café

4C ou Código Comum para a Comunidade Cafeeira verifica e assegura que o grão comercializado está dentro dos critérios de boas práticas na cafeicultura.
Compradores mundiais têm exigido, cada vez mais, certificações para o café adquirido.

O consumidor está cada vez mais atento ao consumo consciente, buscando maior conhecimento sobre a sustentabilidade econômica e a responsabilidade social e ambiental na produção do café. Certificações garantem que o café comercializado foi produzido respeitando todos os aspectos adequados à cadeia produtiva, com garantia que os produtores não tenham realizado qualquer uma das dez práticas inaceitáveis na cafeicultura, que são: trabalho infantil; trabalho forçado, escravo ou tráfico de pessoas; proibição de associação ou representação dos trabalhadores por um sindicato; despejo forçado; não fornecer moradia adequada aos trabalhadores quando necessário; não disponibilizar água potável para os trabalhadores; desmatar florestas primárias ou destruir outras formas de recursos naturais, designadas por legislação nacional e/ou internacional; usar pesticidas contidos na lista de pesticidas inaceitáveis e banidos; usar organismos geneticamente modificados (transgênicos – GMO); e transação imoral nas relações de negócio de acordo com as convenções internacionais, leis e práticas nacionais. Em março deste ano o 4C juntou-se ao PCS - Programa Café Sustentável ( Clique aqui e assista os videos do PCS ) para ser criada a PLATAFORMA GLOBAL DO CAFÉ e com isto fortalecerem ainda mais as acoes de sustentabilidade promovidas pelas duas instituições

Produtores com práticas sustentáveis têm a oportunidade de serem verificados ou certificados e atingirem mercados diferenciados, valorizando seu produto e aumentando, assim, a lucratividade em longo prazo. Consciente desta demanda de mercado, a Coopercitrus tornou-se membro do 4C e está criando a primeira unidade 4C Coopercitrus para incentivar a produção sustentável e a certificação de produtores cooperados nos municípios de Altinópolis, em São Paulo, Bom Jesus da Penha, Guapé, Itamogi, Jacui, Passos, Piumhi, Pratápolis, São Sebastião do Paraíso e São Tomás de Aquino, em Minas Gerais, algumas das cidades onde possui unidades de Armazenagem de Café.

O intuito da cooperativa é apoiar e buscar a produção sustentável de café, atingindo o maior número possível de produtores, de modo a atuar de acordo com o Código de Conduta 4C e do código de ética da cooperativa. Entre os benefícios ao produtor que aderir à certificação, estão:

•          Armazenamento e comercialização da produção.
•          Treinamentos para as necessidades identificadas nos processos de produção e gestão das propriedades.
•          Acesso às linhas de crédito oferecidas pela Coopercitrus.
•          Acesso às ofertas e promoções feitas pela Coopercitrus.
•          Disponibilidade de assessoria técnica e comercial para a produção.
•          Pagamento de ágio nos cafés comercializados como 4C.

Produto certificado é mais valorizado

Os consumidores de outros países querem ter a certeza de que o café produzido no Brasil respeita a biodiversidade e dignifica o trabalhador rural. Para atender a esta demanda, os importadores exigem não só a qualidade da bebida, mas também que o café seja certificado ou verificado sob critérios sustentáveis, ou seja, o cafeicultor deve obedecer às regras como não exceder no uso de agrotóxicos, não degradar o meio ambiente e não submeter a sua mão de obra a condições desfavoráveis ou ter em sua propriedade o trabalho infantil.

Tradings têm limitado o recebimento de cafés não certificados, e essa é uma demanda na qual o produtor tem que se adequar. A busca pela sustentabilidade deve ser contínua e sempre trabalhada em todas as etapas da produção. Como reconhecimento, o café que segue todas as especificações de boas práticas recebe um ágio, ou seja, tem seu preço valorizado dos demais.

Para ser um parceiro de negócio e participar da Unidade 4C Coopercitrus , o produtor cooperado deve seguir alguns compromissos como ser ativo no depósito e na comercialização de café na Coopercitrus; não possuir qualquer uma das dez práticas inaceitáveis; estar de acordo em participar da Unidade 4C Coopercitrus; se propor e realizar as ações recomendadas para melhorar a condição de produção na propriedade, dentro dos aspectos econômicos, sociais e ambientais, usando como base o Currículo de Sustentabilidade do Café, incluindo registros do uso de adubos, defensivos e controle de custos; participar de cursos, palestras, treinamentos e dias de campo oferecidos pela cooperativa; dar preferência à venda de café para a cooperativa quando os preços forem iguais aos da concorrência e permitir a auditoria interna e externa 4C na propriedade caso seja sorteado e solicitado. 

Certificações garantem a qualidade da armazenagem

Como o maior produtor de café do mundo, o Brasil é responsável por um terço da produção mundial. Programas de certificação e verificação ganharam notoriedade,  nas principais áreas produtoras, já que visam garantir e reconhecer sistemas de produção sustentáveis e abrir novos mercados para o suprimento de café global.

A Coopercitrus possui 13 Armazéns de Café situados nos Estados de São Paulo e Minas Gerais, com capacidades totais de armazenar 580 mil sacas. Alguns deles certificados pelas principais certificadoras, tais como:  Utz Certified e Rainforest Alliance, que estabelecem critérios de boas praticas de armazenamento, rastreabilidade e segurança alimentar para o serviço de preparo, rebenefício e armazenagem de produtos agrícolas.

Só quem possui a certificação pode prestar serviços remunerados de armazenamento de produtos agropecuários certificados, e comercializar o que armazena. Para conseguir a certificação, os Armazéns se adequaram a diversas normas que priorizam a segurança, a integridade, a tecnologia e a qualidade que começam no cafezal e se estendem até as condições de armazenamento e controle das sacas do café dentro do local.

Na certificação é analisada toda a cadeia pela qual o café passou até o momento da comercialização. São levados em consideração o trato no campo, como o cafeicultor cuidou do cafezal e se a propriedade atende às normas ambientais e sociais. A certificação coloca a cafeicultura no foco da produção sustentável, com a garantia de conservação dos ecossistemas e na promoção de condições especiais aos trabalhadores rurais. Os processos de certificação para cafés avançam em todo o mundo, não apenas como diferencial, mas principalmente, como exigência do mercado.

O café de boa qualidade garante ao cafeicultor maior facilidade de colocação do produto no mercado interno e principalmente no mercado externo. Além disso, assegura preços melhores por saca.

Entre em contato com a unidade 4C Coopercitrus e conheça todas as vantagens da certificação.



Folder Currículo de Sustentabilidade do Café

Currículo de Sustentabilidade do Café


Vídeos





Apresentação Coopercitrus

Institucional

Lojas de Conveniência

Postos de Combustíveis

Shopping Rural

Insumos/grãos

Máquinas Agrícolas

Revista Agropecuária

Trabalhe Conosco

Códigos e Estatuto

Filiais

Feiras

FEACOOP

Agrishow

Balcão do Agronegócio

Classificados

Usados

Imóveis

A Venda

Em Licitação

Revista

Notícias

Sustentabilidade

Ação Social Cooperada

Campo Limpo

Central de Embalagens Vazias de Agrotóxico

Certificação de Café e o 4 C

Natal da solidariedade

TrendIT's Desenvolvimento de Websites
Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais - Telefone: (17) 3344-3000
Praça Barão do Rio Branco, nº 9, Centro - CEP: 14.700-129- Bebedouro, SP

Coopercitrus 2017 - Todos os direitos reservados